Postado por Adriana Gomes em 27 de março de 2017 | Tendências

Cresce a demanda por profissionais para a área Digital (TI)

 

Adriana Gomes, colunista da Rádio Bandeirante (Carreira em Foco)


Quem nunca fez compras online? Ou ficou refratário aos mais diversos aplicativos?

 

Segundo uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas – FGV-SP, em 2016, existem 168 milhões de smartphones em uso no Brasil, um número 9% maior do que em 2015. O brasileiro também aumentou em 111% o uso de aplicativos de compras em 2016. Esse crescimento mostra a transformação digital do país.

O brasileiro gosta de tecnologia e a utiliza cada vez mais, crescendo a demanda por profissionais qualificados na área de TI. Além do uso para tarefas cotidianas, a população usa nos celulares  e tablets  milhares de apps (aplicativos) inclusive para jogar.

O segmento de games –  “Os jogos eletrônicos” que esta ganhado cada vez mais a atenção e espaço nas mídias  se mostrado um importante mercado, inclusive para  empresas em programas de treinamento de desenvolvimento dos seus colaboradores.

Neste sentido, algumas profissões em alta são:

Analista de Sistemas – O profissional tem contato direto com os clientes, para verificar suas necessidades, os requisitos e ou problemas que os usuários possam ter. Faz a análise inicial, depois disso realiza uma documentação, para que o sistema possa ser construído. Para que tudo isso aconteça é necessário que ele tenha um bom conhecimento sobre hardwares, softwares e sobre o usuário final, entendendo seus comportamentos e aplicações.

Desenvolvedores – Este profissional tem por objetivo desenvolver softwares, fazer a programação de computadores. O desenvolvedor também pode fazer a manutenção do software

Designer Gráfico – O designer gráfico pode atuar em diferentes áreas, a programação visual ou comunicação visual, vídeos, web, ilustrações  digitais, tratamento de imagens, direção de arte.

Especialista em Segurança da Informação – Este especialista desenvolve técnicas para que os riscos quanto ao roubo de informações sejam minimizados, procura corrigir falhas encontradas nos processos, gerencia equipamentos e softwares que previnam o ambiente contra ataques, como firewall, servidores antivírus, filtros de spam.

Para quem planeja mudar de carreira ou investir numa formação, e pensar em médio e longo prazo, vale a pena olhar com carinho para o mercado digital, pois segundo colegas que estão esta semana no Summit Digital em Las Vegas, EUA, o Brasil ainda tem muito para crescer nesse segmento.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *