Longevidade e Mercado de Trabalho

Nas 500 maiores empresas brasileiras apenas 6% dos funcionários estão acima de 55 anos , segundo o senso realizado pelo instituto Etos  em 2016.

E esse capital intelectual que deveria estar sendo investido pelas empresas? É muita experiência desperdiçada.

 

Por outro lado, esse capital está sendo investido em outras áreas, como empreendedorismo, e não sendo melhor utilizado nas grandes organizações,  porque o fenômeno da longevidade já é realidade no Brasil. Estamos vivendo mais e melhor e nos mantendo ativos por mais tempo, por opção, não necessariamente por necessidade, porque, o trabalho é além de fonte de renda um canal de pertencimento, relacionamentos e realização pessoal.

 

O Brasil precisa estar mais atento à essas demandas, pois identificamos que fora do Brasil outros países estão bem adiantados no trato da senioridade/longevidade. Um exemplo recente , em Portugal “O programa Empreender 45-60” tem previsto a identificação de modelos de apoio ao empreendedorismo sênior, disseminando boas práticas internacionais passíveis de serem adaptadas à realidade do pais.

 

Um fator importante, que sempre menciono, é a importância da qualificação. Todas essa iniciativas, são focadas em profissionais altamente qualificados, pois a adaptação às novas tecnologias, modelos de negócios e relações de trabalho, autonomia, comprometimento, responsabilidade e manter-se ativo e atualizado.

 
Os programas que tratam sobre diversidade, nas organizações, estão insensíveis a questão da senioridade. Há preocupação com questões de diversidade de gênero, etnia, orientação religiosa, grupos minoritários, mas não incluem os seniores!
 

Matéria redigida com o apoio de Juliana Acquarone, Diretora da Mercado Sênior, Consultora especialista em Longevidade e Marketing focada no mercado sênior .

Uma resposta para “Longevidade e Mercado de Trabalho”

  1. Oreste H. Cotroni disse:

    Querida Prof. Adriana

    Parabéns pelo artigo “longevidade”…esta correta a reflexão “pensamento critico”, ainda nas empresas…, no mercado de trabalho… no Brasil há um verdadeiro “desperdício” de Capital Intelectual: “Seniores”: acima de 60 anos inibindo a otimização dos Recursos Humanos, Físicos e Financeiros existentes.

    É uma pena!

    Por que isto ocorre?

    Há preconceito, a começar pela “cor branca dos cabelos”, este seria o “sinal” fisico marcante do “descarte” desta imprescindível ” mao-de-obra” qualificada e indispensável para fazer a “passagem do bastão” Inter-Geraçoes.

    Plano de Ação: “just in time”…
    Srs. Seniores…

    “SAÍDA PELA DIREITA”: Leão da Montanha
    A frase acima faz parte de um ícone dos “Desenhos Animados” na minha “juventude”…aproximadamente 1970, quer dizer, está significativa população deveria ainda “arrancar minhocas do asfalto”, através da continuidade da busca constante Auto-Conhecimento, isto é, melhoria contínua do Desempenho & Potencial profissional.

    Oreste H. Cotroni
    Prof. Universitario Especialista: Vendas & PDV

    Eu faço está “estratégia de manutencao” ou “reciclou de curva de crescimento ( Marketing ), isto funciona…It’s working!

    Feliz Ano Novo…2018, wow!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *