Postado por Adriana Gomes em 7 de janeiro de 2015 | Mudança de Carreira

8 motivos pelos quais as pessoas não mudam de carreira quando deveriam

Grande parte das pessoas querem mudar, mas não conseguem seguir adiante. Aqui estão as principais razões que as impedem

A carreira é uma parte importante em nossa vida. É difícil seguir adiante e, se feliz quando a nossa carreira não vai bem e, não atende nossas expectativas.

Quando isso acontece, a primeira coisa que você procura é por mudança. Muitas vezes você quer mudar de empresa, ou apenas encontrar algo que lhe dê prazer. E, assim começamos a ter a consciência de que algo precisa mudar.

Não importa quais mudanças você queira fazer, provavelmente tem uma lista de razões pelas quais não pode arriscar.

Claro que, em toda a razão, há um pouco de verdade. Mas essas razões, muitas vezes não são boas o suficiente para deixar a mudança em segundo plano e seguir a sua vida da maneira que você não gosta.

Aqui estão alguns motivos pelos quais as pessoas relutam em mudar, e porque precisam ser questionadas.

#1. Você não sabe qual é a sua paixão

Esta é provavelmente o principal motivo pelo qual as pessoas estão presas a um trabalho que não amam. Elas simplesmente não sabem o que fazer caso mudem.

Se esse é o seu caso, desperte a sua curiosidade. A maioria das pessoas não nasce sabendo o que elas querem fazer. É preciso explorar um pouco as coisas, observar padrões e entender o que você valoriza e que te faz bem.

Isso não vai acontecer do dia para a noite, mas é um processo muito valioso. Você pode começar, comprometendo-se a se conhecer melhor. Só porque você não sabe agora qual é a sua paixão, não significa que um dia você não saberá. Significa apenas que você precisa descobrir.

Você está seguindo a carreira dos sonhos?

#2. Você não quer fechar as portas

Você se preocupa com uma mudança de emprego, porque pode fechar as portas nos lugares que você trabalhou ao longo dos anos. E isso pode até parecer verdade.

Mas, no momento em que você decide embarcar em um novo caminho, mesmo que você possa estar fechando as portas, novas portas se abrirão.

#3. Você se preocupa em não ganhar o suficiente

Este dilema geralmente se aplica a pessoas que fazem mudanças mais radicais, e trocam uma carreira que paga mais, por uma que paga menos. Como os empregos, cargos e funções não pagam igual, isso é algo que você precisa considerar.

Mas, antes de desistir de sua vida profissional, apenas por conta do dinheiro, pergunte-se:

  • Há pessoas que ganha mais do que a média? Como elas fazem isso?
  • Quanto dinheiro você precisa para se sentir confortável?
  • Existem despesas que você pode cortar e que significam menos para você do que seu novo emprego?
  • Quais são as oportunidades de enriquecer a longo prazo?

Ao investigar essas questões, você provavelmente vai encontrar opções que você não sabia que existiam.

#4. Você acha que não há empregos suficiente

A maioria das pessoas acreditam que a economia está ruim, e que não há trabalho disponível no mercado. Por isso, acabam desistindo.

O problema é que pode não ser bem assim: se você não procurar de verdade, vai estar menos propenso a encontrar um emprego, então vai se convencer ainda mais que, realmente não há ofertas de emprego.

#5. Você acredita que não está qualificado para outras oportunidades

É fácil subestimar o seu valor, especialmente se você estiver fazendo o mesmo trabalho por muito tempo.

Lembre-se: se alguém está pagando por suas habilidades agora, é provável que alguém lá fora também pague. Faça uma lista das suas 10 maiores habilidades no emprego atual e pense sobre todas as empresas que poderiam se beneficiar com essas habilidades.

Pergunte aos seus amigos sobre suas competências e habilidades. Certamente você vai se surpreender sobre como você ainda é útil.

#6. Você acha que está velho demais para mudar

Aqueles que já deixaram a juventude para trás, podem estar concordando com isso agora. Mas é verdade: muitas pessoas entre 30 e 40 anos acreditam que estão velhos demais para fazer uma mudança.

Se você se enquadra nessa corrente, lembre-se que ainda tem tempo de sobra para desenvolver uma nova direção. Se achar que isso não é verdade, converse com algumas pessoas mais velhas, na faixa de 50 a 60 anos.

Achar que está velho demais para mudar é um engano.

#7. Você tem vergonha

Muitas vezes, damos desculpas óbvias para encobrir e esconder nossos verdadeiros motivos para as coisas.

Se você sente que você precisa perder mais 10 ou 20 quilos antes de poder fazer uma entrevista, considere que você pode estar dando uma desculpa. Se você se acha tímido demais, isso pode ser também uma desculpa.

Fazer uma entrevista pode ser assustador e ninguém se sente bem com a rejeição. Não use essas desculpas, ou a sua vergonha por estar mudando, para se acomodar e se esconder.

#8. Você não quer ser subestimado

Quando os primeiros pensamentos sobre mudanças começam a invadir nossa rotina, nós ficamos com medo de que as pessoas pensem menos da nossa capacidade, de quem somos, ou de sermos menosprezados.

É ótimo ter pessoas que gostam de você e que elogiam suas escolhas, e claro, as coisas se tornam um tanto quanto inquietantes quando elas te criticam. Já é muito difícil fazer uma mudança de careira. Não precisamos que as pessoas nos critiquem por isso.

Mas você tem que perguntar a si mesmo: a sua missão na vida é usar seus talentos da forma que se sente melhor, ou é agradar outras pessoas?

Acredito que você deva ter respondido a primeira opção. Peça às pessoas em sua vida para apoiá-los em sua decisão e você verá que a maioria ficará ao seu lado.

Qual é o seu motivo?

Estes são alguns dos motivos mais comum para as pessoas não mudarem de carreira. Qual é a sua?

Com toda razão, há o elemento da verdade. Talvez o seu novo trabalho exija que você tenha conversas difíceis, talvez pague menos, ou talvez você precise aprender novas habilidades.

Não use as dificuldades como justificativas para evitar as mudanças que você deseja. Afinal, até aqui nada tem sido fácil. Você não vai querer que, de uma hora para outra, tudo fique fácil demais, não é mesmo?

4 respostas para “8 motivos pelos quais as pessoas não mudam de carreira quando deveriam”

  1. MEDEIROS NETO disse:

    Ótima postagem! Conhecer o que realmente é bom para nós exige momentos de reflexão. Creio que precisamos de bons relacionamentos para que as portas não “batam” atrás de nós. Creio também que melhores decisões virão quando criamos questões certas que trazem respostas úteis. A falta de conhecimento das oportunidades pode gerar comodismo. Quanto maior for o tempo que fazemos algo ou que estamos em algum lugar, maior é o comodismo e menor é a vontade de mudar. A mudança nos deixa expostos, o comodismo nos faz passar despercebidos. Finalizando, conhecer o motivo de uma mudança gera segurança para nós diante da sociedade. Aguardarei novas postagens como essa que nos ajuda a pensar e estar prontos para constantes e profícuas mudanças.

  2. Jeferson disse:

    Eu estou passando por vários destes dilemas.
    Sou funcionário público e há muito tempo sonho em ter meu próprio negócio. São muitas barreiras para enfrentar: estabilidade, falta de tradição na família em empreender, descrença destes, cenário econômico atual.
    Mas aos poucos estou me preparando, espero que 2015 seja um grande ano de mudanças.

    Abraços

  3. dirley disse:

    bom dia, Adriana
    Gostei muito deste tema, são claras as realidades nele , condiz com nosso globo que vivemos eu mesmo me vir em certas coisas , nele , te confesso que passo por alguns dilemas em minha carreira , e pensei e resolvi mudar , comecei a fazer um curso técnico segurança do trabalho , pesquisei muito sobre assunto , e quero correr esse risco, mudar me sentir bem , novo desafio , uma área totalmente diferente da minha atual , hoje sou analista de impex , mais não vejo um retorno significativo , e nem crescimento essa uma aerea muita em ascensão mais isso .

    Obrigado pela diga .

    Dirley

Deixe uma resposta para Vanderlei Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *