Postado por Adriana Gomes em 12 de dezembro de 2016 | Mercado de Trabalho

Onde estão os empregos para os profissionais acima de 50 anos?

Encontrar emprego após os 50 anos pode ser algo desafiador. Afinal de contas, onde estão as oportunidades para os profissionais acima dos 50?

O Governo encaminhou no final da noite de segunda-feira (5/12/2016) ao Congresso Nacional uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) para reformar a Previdência Social, fixando uma idade mínima de aposentadoria de 65 anos.,

O objetivo do governo ao propor a reforma da Previdência é tentar manter a sustentabilidade das contas públicas, diante do déficit crescente do sistema previdenciário brasileiro – que resulta de:

  • Regras atuais mais benéficas do que no resto do mundo.
  • Envelhecimento da população brasileira.
  • Queda na taxa de natalidade no país.

Com base nos estudos o governo informa que a média de idade da aposentadoria no Brasil, de 58 anos em 2015, está entre menores do mundo.

A média de idade da aposentadoria nos países da OCDE Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, grupo de nações desenvolvidas – é de 64,2 anos para os homens (ano base 2012).

Atualmente, 1 em cada 10 pessoas é idosa no Brasil e em 2060, será 1 idoso para cada 3 habitantes.

Ainda não é possível afirmar como será o processo mas as novas regras valerão integralmente para os mais jovens e haverá regras de transição para garantir uma “transferência mais tranquila para a nova situação”, mas não sabemos exatamente como será.

Por outro lado, o maior tempo de contribuição incentivará as pessoas a permanecerem mais tempo trabalhando acirrando, ainda mais, o já comprometido mercado de trabalho e a concorrência.

Há contradições que precisam ser consideradas. Há tempos venho escrevendo sobre esse tema:

  1. Ninguém nos ensina a envelhecer.
  2. Ex-país de Jovens.

Não é novidade para ninguém que é mais difícil conseguir emprego depois dos 50 e não só conseguir, mas se manter empregado também!

Pessoas com mais experiência tendem a ter salários maiores, o que é natural. Porém, do ponto de vista das empresas, isso pode representar um empecilho à contratação.

Então como, quem tem mais idade vai conseguir sobreviver a períodos mais longos em atividade se não há empregos nem disponibilidade para contratar esses profissionais?

A cada ano entram no mercado de trabalho brasileiro cerca de dois milhões de trabalhadores. O quadro recessivo da economia continua apontando para demissões e não perspectivas e nem planos de contingência visando a geração de empregos. E para piorar, a tecnologia permite que cada vez mais trabalhadores sejam substituídos por máquinas.

Essas são questões tão relevantes quanto o aumento da idade para contribuição e aposentadoria. Quais medidas serão adotadas visando a inclusão ou a manutenção dos profissionais seniores?

Quais medidas poderão ser adotadas para estimular a empregabilidade, não apenas daqueles com mais de 50 anos, mas de todos, inclusive os jovens que na faixa dos 18 aos 24 anos são os que encontram maior dificuldade para ingressaram no mercado?

Além de mudança cultural em relação à percepção dos mais velhos, considerados lentos, inaptos e até incapazes, haverá necessidade, talvez, de desenvolver campanhas de conscientização, programas estímulos e incentivos fiscais, o que for preciso e viável.

Também os gestores deverão se preparar para lidar e melhor e aproveitar os talentos maduros em funções adequadas, aproveitando melhor suas competências e incentivar o uso de tecnologias, uma das barreiras para contratação de seniores.

Já os mais jovens, costumo dizer isso em sala de aula, precisarão se preparar para ficar mais tempo no mercado. Buscar atualização e motivação. Não há solução fácil, mas se não fizer nada, não haverá nem emprego e nem aposentadoria. Muito pior!

2 respostas para “Onde estão os empregos para os profissionais acima de 50 anos?”

  1. Bom dia! Tenho 54anos. Sou uma tecnica de enfermagem com a carteira ainda provisoria , tenho experiencia com idosos ,e gostaria de saber como posso encontrar uma oportunidade para voltar a trabalhar com o que eu mais gosto …em cuidar do serhumano…atenciosamente : maria de Fátima.

  2. Marcos Vaz disse:

    Tenho 54 anos e estou desempregado a 2 anos.
    Tenho uma boa experiência profissional, porém às empresas parece terem receio para contratar pessoas acima dos 50.
    Como vou cocontinuar contribuindo com o INSS se não tenho salário?
    Nossos governantes poderiam criar incentivos mais atrativos, já que querem abastecer a previdência.
    Muito triste essa situação…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *