Postado por Adriana Gomes em 12 de dezembro de 2016 | Mercado de Trabalho

Onde estão os empregos para os profissionais acima de 50 anos?

Encontrar emprego após os 50 anos pode ser algo desafiador. Afinal de contas, onde estão as oportunidades para os profissionais acima dos 50?

O Governo encaminhou no final da noite de segunda-feira (5/12/2016) ao Congresso Nacional uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) para reformar a Previdência Social, fixando uma idade mínima de aposentadoria de 65 anos.,

O objetivo do governo ao propor a reforma da Previdência é tentar manter a sustentabilidade das contas públicas, diante do déficit crescente do sistema previdenciário brasileiro – que resulta de:

  • Regras atuais mais benéficas do que no resto do mundo.
  • Envelhecimento da população brasileira.
  • Queda na taxa de natalidade no país.

Com base nos estudos o governo informa que a média de idade da aposentadoria no Brasil, de 58 anos em 2015, está entre menores do mundo.

A média de idade da aposentadoria nos países da OCDE Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, grupo de nações desenvolvidas – é de 64,2 anos para os homens (ano base 2012).

Atualmente, 1 em cada 10 pessoas é idosa no Brasil e em 2060, será 1 idoso para cada 3 habitantes.

Ainda não é possível afirmar como será o processo mas as novas regras valerão integralmente para os mais jovens e haverá regras de transição para garantir uma “transferência mais tranquila para a nova situação”, mas não sabemos exatamente como será.

Por outro lado, o maior tempo de contribuição incentivará as pessoas a permanecerem mais tempo trabalhando acirrando, ainda mais, o já comprometido mercado de trabalho e a concorrência.

Há contradições que precisam ser consideradas. Há tempos venho escrevendo sobre esse tema:

  1. Ninguém nos ensina a envelhecer.
  2. Ex-país de Jovens.

Não é novidade para ninguém que é mais difícil conseguir emprego depois dos 50 e não só conseguir, mas se manter empregado também!

Pessoas com mais experiência tendem a ter salários maiores, o que é natural. Porém, do ponto de vista das empresas, isso pode representar um empecilho à contratação.

Então como, quem tem mais idade vai conseguir sobreviver a períodos mais longos em atividade se não há empregos nem disponibilidade para contratar esses profissionais?

A cada ano entram no mercado de trabalho brasileiro cerca de dois milhões de trabalhadores. O quadro recessivo da economia continua apontando para demissões e não perspectivas e nem planos de contingência visando a geração de empregos. E para piorar, a tecnologia permite que cada vez mais trabalhadores sejam substituídos por máquinas.

Essas são questões tão relevantes quanto o aumento da idade para contribuição e aposentadoria. Quais medidas serão adotadas visando a inclusão ou a manutenção dos profissionais seniores?

Quais medidas poderão ser adotadas para estimular a empregabilidade, não apenas daqueles com mais de 50 anos, mas de todos, inclusive os jovens que na faixa dos 18 aos 24 anos são os que encontram maior dificuldade para ingressaram no mercado?

Além de mudança cultural em relação à percepção dos mais velhos, considerados lentos, inaptos e até incapazes, haverá necessidade, talvez, de desenvolver campanhas de conscientização, programas estímulos e incentivos fiscais, o que for preciso e viável.

Também os gestores deverão se preparar para lidar e melhor e aproveitar os talentos maduros em funções adequadas, aproveitando melhor suas competências e incentivar o uso de tecnologias, uma das barreiras para contratação de seniores.

Já os mais jovens, costumo dizer isso em sala de aula, precisarão se preparar para ficar mais tempo no mercado. Buscar atualização e motivação. Não há solução fácil, mas se não fizer nada, não haverá nem emprego e nem aposentadoria. Muito pior!

26 respostas para “Onde estão os empregos para os profissionais acima de 50 anos?”

  1. Francisco disse:

    Completei 54 anos ontem, fui bancário por 22 anos e quando fiquei velho e doente e depois não aderi ao PDV, o banco encontrou uma maneira de me despedir, isso aconteceu em 2008, sou formado em Direito e estou desempregado até hj, não tenho nenhuma esperança de voltar ao mercado de trabalho, tenho 42 anos de cadastro no INSS e não consigo me aposentar sem que haja o desconto do fator previdenciário, onde quebra meu benefício pela metade, estou realmente sem opções.

  2. tenho 52anos trabalhei com ajudante geral….,Orientador de fluxo…. estou desempregada a dois anos e meio trabalhei na área da saúde fui mandada embora corri fiz curso de ADM,e Departamento pessoal .mas mesmo assim não consigo trabalho, não precisa ser do curso que eu fiz pode ser o cargo que eu tenho na carteira mas ate nisso esta dificio estou desesperada quero trabalha?

  3. Charles disse:

    Tenho 53 anos, 35 anos de contribuição no INSS, tenho faculdade e experiência.
    Mas não consigo mais emprego e nem me aposentar, mesmo tendo direito.
    Somos marginais para o mercado de trabalho nesta idade.

  4. Maria ligia disse:

    Tenho 50 anos sou técnica de enfermagem, com várias capacitações. Estou desempregada à 3 anos e nos hospitais quando vou levar currículo informam logo que é até 45 anos. Indignada.

  5. Luciene Ferreira disse:

    Corroborando com as palavras da colega Ana Maria Ferreira, quem sabe, parente talvez? Tenho 52 anos e minha experiência de vida vale de alerta para os mais jovens. Tinha um cargo promissor, funcionária Pública Estadual, com 21 anos já tinha no currículo uma graduação numa faculdade Federal e sete salários mínimos de remuneração. Com vista para o mestrado e Doutorado, aliás, passei num concurso na mesma instituição de ensino de graduação, para professora adjunta na prova Prática com média 10 e não atingi a etapa teórica concludente, por causa do falecimento de um ente querido, que foi no mesmo dia da prova. Depois disso, recebi uma proposta para mudança de região e aceitei ir para uma instituição privada internacional, com filial no Brasil, mas detalhe, sem fins lucrativos. Fiquei 22 anos e em 2015, a empresa americana despediu,
    notem: MILHARES DE VOLUNTÁRIOS. Juntamente comigo, aqui neste país foram mais de 800 pessoas ou voluntários, assim como intitularam, e estes com tempo de “organização” de no mínimo, como eu, de 20 anos de empresa, alguns com 35 anos. Não sei como estão os demais depois disso, mas neste país, procurar emprego com mais de 40 anos ou começar do “zero” é uma “piada”, como referiu-se a Ana Maria. Mas, alguém com certeza, vai valorizar os seniores um dia, pois o desenvolvimento não se resume aos jovens, mas a todos aqueles que se dispõem a contribuir com o que têm de melhor e a maturidade, nos acrescenta a introspecção de valores.

  6. Ana maria suzy Ferreira disse:

    Tenho 51 anos e estou desempregada à 17 anos, pode acreditar. Se existisse emprego por fama de entrega de currículos, eu já estaria trabalhando na Rede Globo,onde entreguei também.O sistema só permite que eu trabalhe de graça pra corrupto, mas não tenho essa experiência!! Até quando vou ficar mal informada a respeito de vaga!! É uma piada.

  7. Vinicius disse:

    PERFIL PROFISSIONAL
    Sou um profissional com larga experiência em projetos, reformas, construção e supervisão sempre voltados para este segmento de um modo geral, possuo também experiência em legalizações junto a prefeituras até seu habite-se, pois procuro uma oportunidade não só contribuir como também aprender novas filosofias na área civil, podendo atuar em qualquer cidade do Brasil, como também no período noturno, áreas que possuo experiência que são: desenho e projetos em Auto CAD Arquitetura, Instalações Hidro Sanitárias, Elétricas baixa e média tensão, rede e lógica, projetos de fibra ótica e com cabos UTP, supervisão e também faço alguns serviços técnicos para engenheiros civil, tais como projetos arquitetônicos, desmembramentos, anexação, e gostaria muito de conseguir um emprego em uma construtora.
    QUEM SOU EU:
    – Sou uma pessoa com 59 anos que deseja influenciar o seu próprio desenvolvimento. A Procura duma empresa onde tenha a oportunidade de perseguir meus interesses em diversas funções e locais. Onde o meu cargo não é considerado a definição final de quem sou eu, apenas um ponto de partida.

  8. Carlos - Tatuí - SP disse:

    Brasil, acima dos 35 anos de idade já é problema. Perdi meu emprego como Engenheiro de Equipamentos aos 47,5 anos e “optei” por lutar para não voltar mais ao mercado de trabalho como Engenheiro. Estou com 50 anos agora e tenho um pequeno comércio que não me atende nas despesas. Sobra mão de obra na Engenharia pra tudo quanto é nível, muito bom, bom, mais ou menos ou ruim. Agora é só jovens que as empresas desejam e olhem lá, só até 35 / 38 anos, depois disso se o cara não conseguiu um cargo de gestor pelo menos, tá fora de vez. O Brasil é complicado carreira de profissional como Engenheiro que não desejou ser gestor por exemplo. Quem optou pela carreira técnica está em apuros hoje pois quase tudo se desenvolve fora do país (máquinas rotativas por exemplo) e aqui só se faz pequenas adaptações.

  9. Jose disse:

    Sabe pessoal tenho 52anos me sinto muito bem e disposto a novos desafios,mais no Brasil temos muitos corruptos e qdo vc necessita de uma oportunidade só se pagar para isso.independente de sermos roubados diariamente.enquanto em outros países nos senhores com experiência da vida e trabalho deveríamos ter valor,pois os jovens sabem o dia dia com internet jogos e tudo ref.a modernização só que os problemas que passamos na vida,isso nos ensina como já gostaria de nascer com quarenta….é isso fico chocado com tudo isso.

  10. rosangela disse:

    Olá, tenho 43 anos e sou professora concursada
    queria fazer um novo curso superior, na área de engenharia de produção, porém após ler todos esses relatos, honestamente não vale a pena.

  11. João Manoel disse:

    Bando de vagabundos estes políticos safados.Eles aposentam.Ou aposentam e continuam na ativa só mamando

  12. Darci Alves costa disse:

    Infelizmente todos comentários estão certos um trabalhador após 40 anos é difícil conseguir um trabalho o q dirá após os 50 anos.

  13. jr Palhares disse:

    tenho 50 anos, portas fechadas na informalidade a prefeitura põem obstáculo para não comercializar, a família já começa nos olhar para como imprestavel por não produzir , Resumindo vão criar um bando de zumbi esperando MORTE CHEGAR…

    • Robert Araújo disse:

      Estou aqui procurando uma resposta para um amigo que se encontra assim, inválido por não estar trabalhando. Ele está sendo aos sustento da esposa que as vezes perde a paciência. Olha que o currículo dele é excelente. Vou continuar a buscar para poder ajuda essa pessoa que é pai pra mim.

  14. jr Palhares disse:

    tenho 50 anos, portas fechadas na informalidade a prefeitura põem obstáculo para não comercializar, a família já começa nos olhar para como imprestavel por não produzir , Resumindo vão criar um bando de zumbi esperando MORTE CHEGAR.

  15. André Luis A. Almeida disse:

    Tenho 51 anos e hj me encontro desempregado desde Dez/15. O mais ridículo é vc contribuir 28 anos (no meu caso), e não ver uma perspectiva de aposentadoria real, ou seja, enxergamos isso td como um grande golpe governamental onde muitos de nós dedicamos uma vida inteira de contribuição previdenciária e sem perspectivas de se aposentar…
    Isso é uma vergonha aos trabalhadores deste País.

  16. Johnny de Freitas disse:

    Aproveite o tempo que vocês estão sem carteira assinada e esqueça isso. Agora chegou a nova etapa na vida de vocês. Começa a estudar para ser um servidor publico , trabalhar só 6 horas por dia . 30 horas por semana, ou abrir seu próprio negocio, mesmo que seja informal. Não adianta, as empresas tem medo de contratar pessoas acima de 45 anos e não poder investir em um plano de carreira. Quando e jovem eles perdem o profissional porque não tem responsabilidade e quando tempos responsabilidade adquirida com as experiências vividas , não temos oportunidade.

  17. Jefferson disse:

    Tenho 52 anos e estou desempregado a 13 meses, não consigo mais emprego na minha área e tento me reciclar. Mas está dificil e então melhor aposentar logo.

  18. Mônica disse:

    Veja a empregabilidade para maiore de 45 anos não existe, mesmo que o profissional se qualifica, atualize tenha superior completo, pós graduação e outros, experiência nunca é aproveitado, vão para a informalidade, e sem contribuir, isto sim é uma das causas do aumento de solicitação de aposentadoria, pelo menos tem o minimo para pagar o básico.

  19. Solange Alves disse:

    Tenho 51 anos e há mais de 06 anos estou desempregada , por ñ conseguir emprego por causa da idade . Trabalho como autônoma para sobreviver. Eles deveriam nos aposentar já que ñ há trabalho em empresas para nós…lamentavel ?

  20. José Alfredo Lopes da Silva disse:

    Oi tenho 52 anos e não consigo emprego,sou motorista de caminhão e de vam, nós após os 40 já somos mal vistos pelas empresas imagine após os 50,se não servimos mais para trabalhar então que aposentem todos após essa idade.

  21. Bom dia! Tenho 54anos. Sou uma tecnica de enfermagem com a carteira ainda provisoria , tenho experiencia com idosos ,e gostaria de saber como posso encontrar uma oportunidade para voltar a trabalhar com o que eu mais gosto …em cuidar do serhumano…atenciosamente : maria de Fátima.

  22. Marcos Vaz disse:

    Tenho 54 anos e estou desempregado a 2 anos.
    Tenho uma boa experiência profissional, porém às empresas parece terem receio para contratar pessoas acima dos 50.
    Como vou cocontinuar contribuindo com o INSS se não tenho salário?
    Nossos governantes poderiam criar incentivos mais atrativos, já que querem abastecer a previdência.
    Muito triste essa situação…

    • Julio disse:

      Venho de uma família grande 10 irmãos e comecei a trabalhar muito antes de entrar no colégio. Mas só com 14 anos consegui meu primeiro emprego de carteira assinada. Pagando aluguel, trabando de dia e estudando a noite, fiz curso técnico para tentar ganhar mais e desde sempre me sustentei e ajudei a sustentar meus irmãos menores. Pergunta? Sei que não fui o único na sociedade a passar por isso. Devemos ser milhares. Mas porque não temos direito a Fazer o ProUni. Só pra quem fez 2 grau em escola pública? Isso é absurdo. Mas ainda assim consegui me formar como Engenheiro depois dos 40 , com bolsa de 50 por cento pelo Fies. Detalhe: Tenho 50 anos , estou desemprego a três anos, pagango o Fies sem emprego e sem perspectiva de conseguir um. Pergunta ? Estudar prá que no Brasil ? Só se entrar na faculdade com 18 anos, se não esqueçe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *