Postado por Adriana Gomes em 18 de novembro de 2016 | Mercado de Trabalho

A inovação chega aos processos seletivos

Os processos seletivos, assim como as relações de trabalho, estão se renovando. Assim, todos saem ganhando

A Nestlé inova, ainda bem, o tão desgastado e cansativo processo seletivo para trainees, que em muitas empresas, se arrasta, desnecessariamente, por meses.

Na semana passada, fui convidada a acompanhar um dia de processo seletivo para trainees, na sede da empresa em São Paulo, onde fui recebida por Gilberto Rigolon, Gerente Executivo de RH.

Iniciativa, criatividade, trabalho em equipe além de capacidade de atuar sobre pressão para solucionar desafios.

Não seria nenhuma novidade comentar que essas são algumas das competências esperadas em candidatos aos programas de trainees, não fosse o tempo em que os candidatos têm para decifrar os enigmas propostos.

A empresa recebe os finalistas selecionados pela Cia. de Talentos e após se apresentarem, recebem instruções e são levados para o supermercado dentro da Nestlé, que propiciará a exposição ao cenário real do consumidor e desafios bem planejados que só são resolvidos a partir da integração grupal, com muita pressão, principalmente de tempo – apenas 45 minutos.

Esse recurso que todos habitualmente reclamam ser pouco, mas que simulam a pressão diária de um segmento ágil  e competitivo como o varejo.

Em substituição às já conhecidas dinâmicas de grupo, o game desafiador, baseado coloca o candidato em situação real e exige raciocínio lógico, capacidade de influência, habilidades de comunicação e liderança.

Diferente das dinâmicas tradicionais, nessa situação o vivência da situação é real em cenário real.

Os gestores das áreas são envolvidos no processo e participam ativamente, além da equipe de recursos humanos que, em sala a parte, grava e acompanha a performance dos candidatos, elaborando relatórios técnicos.

Uma verdadeira sala de controle podendo acompanhar em tempo real por diversos ângulos através de câmeras instaladas no local. Outra vantagem, podem rever cada uma das atuações separadamente.

Essa nova metodologia, visa principalmente viabilizar a demonstração das competências e habilidades comportamentais, além de auxiliar na seleção de futuros líderes para a empresa, comenta Luiz Fruet, vice-presidente de Recursos Humanos da Nestlé Brasil.

Após a prova de desafio, os candidatos se organizam, novamente em grupos para resolverem um case e apresentarem soluções para uma situação relacionada a área de contratação, apresentando estratégias e planos de ação.

Exige criatividade, conhecimentos técnicos, habilidade em comunicação, influencia e apresentação, aliás, esta última, um ponto fraco na maioria dos candidatos.

Outra grande vantagem é o desafio da própria empresa em realizar as seleções em apenas 1 dia, que na minha opinião é tão desafiadora quanto o game dos trainees e que exige, comprometimento tanto do RH, BP, quanto de gerentes e diretores para que todo o evento possa acontecer em apenas um dia para o candidato que, quando é aprovado, já é comunicado no mesmo dia.

Outras empresa que inovou em seu processo seletivo para estagiários, e muito comentado, foi a Heineken.

Num processo famoso e amplamente divulgado em vídeo de 2013 mostra processo seletivo nada convencional, no qual candidatos são colocados frente a situações inusitadas para uma entrevista de emprego e testados diante de possibilidades reais.

Mais recentemente, lançada em setembro deste ano o  Go Places,  acontece também em 18 países.

Em formato de teste, trata-se de uma “entrevista de emprego”  inusitada e bem humorada , além de muito bem produzida.

Ao responder a série de perguntas, são 12 ao todo, o jovem chega a um resultado indicativo de um perfil comportamental dentre oito possíveis: pioneiro, empreendedor, entusiasta, iniciador, mediador, investigador, ambicioso e tradicionalista.

Outras inovações

Simulações e jogos online buscam identificar o comportamento do candidato por meio de atitudes mensuráveis nas tomadas de decisões durante o game.

Há um software utilizado por uma grande rede norte-americana de hotéis que exige que o candidato atue como um gerente hoteleiro virtual.

O personagem tem tarefas que vão da compra de suprimentos até a definição do número de atendentes em operação durante o expediente do dia.

Infelizmente, nesse dia na Nestlé,  não houve aprovados! Mas a seleção continua até dia 17 de novembro. Parabéns Nestlé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *