Postado por Adriana Gomes em 18 de julho de 2018 | Geração Y / Mercado de Trabalho / Pesquisas / Tendências

Os jovens e seus impactos nas organizações

Por Adriana Gomes com apoio da Fundação Estudar.


Com mais de 50% da população mundial com menos de 30 anos, o contexto global de tomadores de decisão vem mudando gradativamente. O jovem é protagonista no seu ambiente social e assume posição de agente transformador no mercado de trabalho. Estando ou não em posição de liderança. é peça fundamental para inovar modelos de gestão e influenciar culturas organizacionais.


Qual tem sido o impacto dos jovens no mundo do trabalho?

Segundo pesquisa feita pela Fundação Estudar para identificar qual é o impacto dos jovens dentro das organizações as principais descobertas, se relacionam está às estruturas rígidas e vícios em processos de trabalhos. Esses são os principais obstáculos que impedem o impacto positivo dos jovem.

Segundo a pesquisa, as cinco barreiras mais significativas:

1. vícios em comportamentos e processos já estabelecidos (71%);
2. estrutura hierárquica (54%);
3. burocracia (53%);
4. falta de propósito para que todos compreendam que estão trabalhando por um objetivo comum (50%);
5. e falta de interesse e confiança por serem jovens (45%).

Os jovens desejam um estilo de gestão e uma cultura corporativa que sejam mais horizontais, abertas e transparentes, que vão ao encontro com seu modelo mental.

Sem dúvida que a tecnologia, o acesso fácil e rápido a informações mundiais em tempo real, modelos de negócios como netflix e you tube que permite que as pessoas possam escolher a qualquer tempo o que desejam assistir e façam escolhas e tenham acesso fácil e rápido ao que desejam, transformam as expectativas e as colocam no controle de suas escolhas.

Quando esse modelo mental de escolhas autônomas e próprias se deparam com ambientes profissionais burocratizados, lentos e em muitos casos ineficientes, geram muita frustração. Organizações e líderes têm dificuldades para perceber o poder de influência dessa geração. Poucos estão preparados para dar ouvidos ao que ela diz e sentem dificuldade para aceitar e rever os próprios paradigmas.

Há dados que revelam seu desejo dessa geração por impactar positivamente a sociedade, por encontrar senso de propósito entre o trabalho e a vida e por oportunidades de aprender e crescer profissional e pessoalmente.

Segundo o CEO da TransPerfect “As empresas que têm obtido sucesso são aquelas que adotam um modelo de intraempreendedorismo, que tira proveito de todos os pontos que os jovens colocam na mesa. Eles têm o impulso, a fome e a habilidade para implementar formas que podem direcionar nossa economia empresarial para direções inesperadas.”

Se as empresas e seus líderes e gestores, conseguirem administrar o medos frente aos jovens e aliar a nova visão de mundo, o conhecimento de ferramentas de tecnologia com a experiência o mundo poderá mudar rapidamente. Há algumas exigências para isso, os jovens desejam mais transparência, objetivos com propósito que vão além de apenas ganhar dinheiro e se tudo caminhar por essa trilha, podemos ter um mundo muito melhor no futuro.


Fonte: Fundação Estudar, pesquisa O impacto dos jovens nas organizações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *