Postado por Adriana Gomes em 10 de outubro de 2018 | Desenvolvimento de Competências / Empreendedorismo / Gestão de Carreira

5 atitudes para crescer na carreira

Apesar da falta de gente qualificada, há consenso que conhecimentos técnicos são commodity. Para se diferenciar é preciso investir em habilidades comportamentais

Como continuar caminhando na carreira,
sem empacar?

Apesar do cenário complexo do mercado de trabalho é possível crescer na carreira. Engana-se quem pensa que exímio conhecimento técnico é suficiente para conseguir este feito o que realmente determina a ascensão profissional mesmo em tempos de crise são os comportamentos. A competência técnica é mais fácil de adquirir, o diferencial são as atitudes.

Sugerimos algumas competências que podem garantir seu crescimento na carreira – mesmo quando o mundo lá fora está em crise.

1. Trabalhar bem em equipe
Se inovação é essencial para o crescimento da empresa, em tempos de crise, ela vira palavra de ordem. E como as melhores propostas são geradas em grupo, saber trabalhar em equipe é uma habilidade fundamental para profissionais que queiram acelerar o ritmo de crescimento na carreira.
Além de se relacionar-se bem com as pessoas, assumir papel de mediador das sugestões. Cultivar bons relacionamentos profissionais, alianças estratégicas farão planos saírem do papel e outros tantos negócios serem feitos.

2. Comunicar-se bem
É através da comunicação que se consegue mobilizar e influenciar as pessoas. Líderes de destaque se destacam nessa competência, pois precisam promover o engajamento das equipes e fazer com que as pessoas queiram contribuir. Não é apenas fazer apresentações, mas para além disso comunicar-se com clareza nas rotinas corporativas: desde escrever um e-mail até delegar uma tarefa.

3. Perfil empreendedor
O sentimento de dono do negócio (mesmo que você seja “apenas” um funcionário) é outra característica vista com bons olhos pelos gestores. E não é só pelo senso de responsabilidade que esta visão traz.
Empreendedores são mais dispostos para novas ideias e projetos. Demostram entusiasmo para fazer coisas novas são mais abertas ao risco e, por conta disso, excelentes motivadoras de inovação. São proativas, têm senso de propriedade, abraçam o problema.

4. Capacidade de adaptação
Ser capaz de compreender as necessidades do momento, fazer a leitura social de ambientes e cenários é sinal de grande Inteligência adaptativa. Em tempos incertos, flexibilidade e capacidade para se adaptar rapidamente a novos contextos torna-se essencial.
Não responder às novas demandas em tempo hábil pode ser prejudicial não só para a sua carreira, mas para a sobrevivência da organização.

5. Fazer mais com menos
Muito se fala sobre austeridade extrema em relação aos custos e isso náo apenas na economia doméstica, mas nas empresas e em síntese isso que dizer “fazer mais com menos”.
Isto quer dizer que entregar seus resultados com o menor custo possível, empenhando seus esforços nas atividades que darão maior retorno. Selecionar estrategicamente as prioridades os recursos seja tempo, dinheiro, pessoas, equipamentos. Gerir bem o tempo é fundamental para que você consiga produzir mais em menos tempo.

Temas já tratados por Adriana Gomes em outas ocasiões.

TEMAS RELACIONADOS

COMPETÊNCIAS COMPORTAIS E SEU EMPREGO
http://www.vidaecarreira.com.br/as-competencias-comportamentais-e-o-seu-emprego/

QUER SER COMPETITIVO PROFISSIONALMENTE – COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS
http://www.vidaecarreira.com.br/quer-ser-competitivo-profissionalmente-competencias-comportamentais-expectativas-do-mercado-para-profissionais-de-todas-as-areas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *