Postado por Adriana Gomes em 23 de março de 2018 | Curriculo / Dicas / Gestão de Carreira / Mercado de Trabalho / Motivação

O otimismo com relação ao mercado de trabalho tem acompanhado o desempenho da economia brasileira.

Com os indicativos de melhora – e na expectativa de ano mais promissor –recrutadores e profissionais apostam na retomada.

 

O ICRH – Índice de Confiança Robert Half, mostra positivismo quanto à situação atual e, com relação ao futuro, otimismo crescente em todas as categorias. A pesquisa, realizada pelo 3º ano consecutivo, sendo que este ano a pesquisa foi feita entre janeiro de fevereiro com 1161 respondentes (sendo 387 empregados, 387 desempregados e 387 recrutadores).

 

Os mais otimistas são os recrutadores o que indica aumento no número de processos de contratações. Para os empregados e desempregados, no mesmo sentido, a evolução do índice significa maior percepção de vagas disponíveis e a abertura de novas oportunidades.

Recomendações da Robert Half aos empregadores para contratar certo:

(Fonte: 3ª edição do Índice de Confiança Robert Half – ICRH)

 

  • Dê atenção à avaliação do currículo e checagem de informações –

O currículo segue como o principal balizador dos empregadores no momento da contratação. Para 37% dos recrutadores de profissionais qualificados, é durante a triagem deste documento que eles têm mais certeza sobre determinado candidato ser o melhor para a posição aberta. Para 18%, a decisão é tomada após a primeira entrevista e, para 15%, após a segunda conversa com o candidato.

  • Inicie a avaliação do candidato já nos primeiros contatos –

Falta de comprometimento no retorno de uma ligação, excesso de informalidade em conversas por e-mail ou desconhecimento sobre a empresa que dispõe da vaga podem ser considerados indícios de profissionais pouco adequados.

Os recrutadores respondentes da sondagem do ICRH citaram que, entre os principais motivos para descartarem um candidato na primeira entrevista estão:

  • perceber que ele não se preparou para a entrevista (opinião de 35% dos entrevistados);
  • que não demonstra interesse na vaga (18%);
  • que mentiu no currículo (15%);
  • que não sabe ouvir (15%).

  • Fique atento às habilidades a serem avaliadas em seu candidato –

De acordo com o ICRH, o que mais chama a atenção dos recrutadores em uma entrevista de emprego são:

  • as habilidades técnicas do candidato (23%),
  • capacidade de comunicação (22%)
  • apresentação de resultados obtidos em empresas anteriores (21%).

 

  • Acelere os processos de contratação –
Em momentos de retomada, os bons profissionais são abordados de maneira ainda mais agressiva pelo mercado. Dessa forma, formate um processo de contratação rápido e assertivo para não perder talentos devido à morosidade das ações e para não correr o risco de contratar equivocadamente, causando prejuízos financeiros e de tempo para sua companhia.

  • Não pratique a contraproposta –
  • Quando o colaborador decide se desligar de uma organização, dificilmente o principal motivo dele está relacionado a questões financeiras. Dessa forma, ser proativo no desenvolvimento de um plano de carreira dos profissionais de talento é muito mais interessante do que a atitude reativa e desaconselhável da contraproposta.

    (Fonte: Pesquisa Robert Half)

     

     

    Desemprego é 6,1 p.p. menor entre profissionais qualificados – O dado de menor desemprego entre os profissionais qualificados é um sinal de alerta para as empresas que necessitam reestruturar suas equipes, principalmente nesse momento de retomada, pois atrair o melhor perfil está longe de ser uma tarefa fácil.

     

    Para 51% dos recrutadores entrevistados para o ICRH, a tarefa de contratar apresenta algum nível de dificuldade. “O IBGE mapeou que o índice de desemprego geral foi de 11,8% no quarto trimestre de 2017. Mas, se considerarmos apenas os profissionais qualificados, essa taxa cai para 5,7%, ou seja, no curto prazo, a tendência é que os bons profissionais estejam menos disponíveis. Ao mesmo tempo, se faz necessário acelerar os processos de contratação e investir em planos de retenção para não perder seus melhores profissionais para a concorrência”, aconselha Mantovani.

    ÍNDICE DE DESEMPREGO
    (Fonte: IBGE)

     

    Metodologia do ICRH – O Índice de Confiança Robert Half é um indicador de difusão que varia de 0 a 100. Os indicadores de difusão são de base móvel (50 pontos), construídos de forma que os valores acima de 50 pontos indicam agentes do mercado de trabalho de profissionais qualificados confiantes. A terceira edição do ICRH é resultado de uma sondagem conduzida pela Robert Half entre os dias 9 de janeiro de 2018 e 9 de fevereiro de 2018, com base na percepção de recrutadores (profissionais responsáveis por recrutamento nas empresas ou que têm participação no preenchimento das vagas) e profissionais qualificados empregados e desempregados (com 25 anos de idade ou mais e formação superior), distribuídos regional e proporcionalmente pelo Brasil, de acordo com os dados do mercado de trabalho coletados na PNAD. Para os cálculos da taxa de desemprego dos profissionais qualificados, foram utilizados os microdados da PNAD trimestral, fornecidas pelo IBGE em seu portal, executando recortes na amostra para condizer com o perfil de profissionais qualificados. O estudo completo, com mais recortes e detalhes da metodologia, está disponível para download gratuito no site da empresa (Link: https://www.roberthalf.com.br/indice-confianca).

     

    Sobre a Robert Half

    A Robert Half é a primeira e maior empresa de recrutamento especializado no mundo, selecionando profissionais para oportunidades permanentes e projetos. Fundada em 1948 nos Estados Unidos, a empresa opera no Brasil desde 2007, oferecendo profissionais especializados nas áreas de finanças, contabilidade, mercado financeiro, seguros, engenharia, tecnologia, jurídico, recursos humanos, marketing e vendas e cargos de alta gestão. Ao todo são mais de 400 escritórios na América do Norte, Europa, Ásia, América do Sul e Oceania. Em 2018, a Robert Half foi novamente eleita uma das “Empresas Mais Admiradas do Mundo”, de acordo com pesquisa da Revista Fortune. Há 20 anos, a empresa está presente em um dos mais importantes rankings do mundo.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *