Dicas de Empreendedorismo | Pequenas Empresas Grandes Negócios

Consultora dá dicas para quem está escolhendo área para empreender

A primeira dica é conhecer bem o negócio e a segunda é pesquisar bem o mercado de onde se quer empreender.

Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios


Adriana Gomes (do minuto 1’12” ao 4’17”)

 


Existe um plano do negócio na medida exata para cada perfil de empreendedor. Não tem como você abrir um negócio e não gostar daquilo e também não tem como ser só por paixão, sem pensar no retorno.

A consultora Adriana Gomes, que é especialista em orientação de carreira, dá duas dicas fundamentais para quem está escolhendo uma área para empreender. A primeira dica é conhecer bem o negócio.

“A pessoa tem que se qualificar, tem que se conhecer, tem que conhecer o mercado para ela fazer um investimento que  tenha potencial de sucesso”, explica ela. Afinidade ajuda, mas não é tudo.

A segunda é pesquisar o mercado onde quer entrar. A pessoa tem que se qualificar, tem que se conhecer e também conhecer o mercado para fazer um investimento e ter um potencial de sucesso. O desafio do empreendedor é equilibrar essa equação entre lucro e paixão pelo negócio.

“As pessoas são muito imediatistas pensando no retorno financeiro no primeiro momento. Porque fazer alguma coisa que você não gosta, mesmo ganhando dinheiro, a médio e longo prazo, vai acabar sendo um desgaste muito grande”, diz a consultora.

Herdar um negócio da família nem sempre é o melhor caminho para o sucesso. “Parece que é um atalho, já está com a vida resolvida, o negócio já está andando, mas a pessoa não tem nem interesse nem aderência àquele tipo de negócio. Eu acho que tem quer ser observado com cautela, mas se a pessoa tiver interesse pode ser a possibilidade de renovação daquele negócio.”

E não dá para esquecer de pensar em todos os profissionais envolvidos na engrenagem para fazer o empreendimento funcionar. Para Adriana, isso é ter um olhar aguçado para o negócio.

“É entender de que maneira aquele negócio funciona, os bastidores do negócio. Como na nossa gravação, nós estamos aqui, mas tem um monte de gente ali atrás que as pessoas não vêem e que fazem o programa acontecer. E a gente tem que ter esse olhar.”

Para você que está pesquisando, escolhendo, não esqueça de colocar tudo na balança: amor pelo negócio, previsão de lucro, qual é o seu público e quem vai formar o seu time de colaboradores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *