Confiança nos negócios em 2020 está em alta, mostra pesquisa internacional da Robert Half

Artigo

  • 96% dos executivos c-level entrevistados indicam percepção positiva de crescimento para os próximos seis meses.

  • Para a maioria dos executivos, as prioridades estratégicas incluem segurança da informação e novas tecnologias alinhadas à gestão de talentos, automação e Big Data.

  • A capacidade de atrair talentos adequados continua sendo um fator determinante que afeta a confiança dos negócios em todo o mundo.

 

São Paulo, dezembro de 2019 – A confiança nos negócios está em alta para 2020, de acordo com 96% dos executivos c-level que participaram de recente pesquisa internacional da Robert Half, indicando uma perspectiva positiva de crescimento para os próximos seis meses.

 

Os fatores que sustentam a confiança nos negócios incluem o atual clima econômico (54%), ampliação das oportunidades de negócios (51%) e atração de talentos adequados (50%). Embora o ritmo da digitalização, as mudanças legislativas e regulatórias, bem como a estabilidade política continuem sendo preocupações importantes para muitos executivos em todo o mundo, em geral o clima corporativo predominante para 2020 é otimista.

 

O levantamento, que reuniu 5.165 entrevistados c-level em treze principais mercados internacionais, focou em perspectivas de crescimento, prioridades estratégicas e planos de contratação de General Managers, Chief Financial Officers (CFOs) e Chief Information Officers (CIOs), com responsabilidades de contratação em pequenas (50 a 249 funcionários), médias (250-499) e grandes (mais de 500 funcionários) empresas, abrangendo os setores privado, de capital aberto e público.

 

Prioridades estratégicas

 

As prioridades estratégicas para o primeiro semestre de 2020 evidenciam um foco duplo na segurança da informação e nas novas tecnologias alinhadas à gestão de talentos, automação e considerações sobre Big Data – tudo com o objetivo de aumentar a eficiência e produtividade dos negócios. As áreas prioritárias, segundo a opinião dos entrevistados da Robert Half, incluem:

 

  1. Segurança de TI e proteção das informações da empresa

  2. Projetos de transformação dos negócios/ digital

  3. Gestão de custos (especialmente em relação ao aumento de eficiência e produtividade)

  4. Gestão de talentos (aquisição e retenção)

  5. Inovação e investimento em novas tecnologias

 

Entre os CIOs brasileiros participantes da pesquisa, as prioridades estratégias para 2020 são:

  1. Segurança de TI e proteção das informações da empresa

  2. Trabalhar capacidades 5G na estratégia de TI

  3. Inovação e investimento em novas tecnologias

  4. Automatização de processos para aumentar a produtividade e reduzir custo

  5. Projetos/iniciativas em nuvem

 

Planos e demanda de contratação de talentos qualificados para 2020

 

Cinquenta por cento (50%) dos executivos pesquisados veem a capacidade de atrair talentos adequados como um fator determinante que afeta a confiança dos negócios para 2020. As lacunas de habilidade nos setores de TI, Finanças e Contabilidade, Administração e Mercado Financeiro permanecem elevadas, impulsionadas por uma série de fatores.

 

A falta de treinamento interno, a disponibilidade de aprendizagens externas ou programas de treinamento específicos para habilidades são os exemplos mais comuns citados pelos respondentes da pesquisa.

 

Demanda por talentos de TI

 

A demanda por profissionais experientes em Tecnologia da Informação continua alta em todo o mundo, com os CIOs entrevistados na pesquisa da Robert Half indicando uma demanda alta e urgente por Cloud (86%), inteligência/relatórios (79%), desenvolvedores para dispositivos móveis (77%) e especialistas em virtualização (75%).

 

De acordo com o Guia Salarial 2020 da Robert Half, as posições em alta em tecnologia são: Gerente de TI Generalista, Desenvolvedor, Cientista de Dados, Chief Technology Officer (CTO) e Analista de Segurança da Informação.

 

Abaixo as perspectivas de remuneração em 2020:

 

  • Gerente de TI Generalista – 15.450/ 20.000/ 25.850/ 31.450.

  • Desenvolvedor full stack sênior – 8.100/ 10.500/ 13.550/ 16.500.

  • Cientista de Dados – 13.100/ 17.000/ 21.950/ 26.700.

  • Chief Technology Officer (CTO) – 24.700/ 32.000/ 41.350/ 50.300.

  • Analista de Segurança da Informação Sênior – 7.750/ 10.000/ 12.950/ 15.750.

 

Demanda por talentos em Finanças e Contabilidade

 

Contabilidade (16%), Gestão financeira (15%), Impostos (15%) e Gestão de Crédito (13%) são as áreas que os CFOs consideram atualmente mais difíceis de encontrar candidatos qualificados, à medida que mais e mais departamentos financeiros vivenciam os benefícios da automação, digitalização e transformação digital.

 

Entre as posições em alta da área estão: Gerente de Planejamento Financeiro, Gerente de Auditoria/Compliance e Gerente de Finanças Corporativas.

 

Abaixo as perspectivas de remuneração em 2020:

 

  • Gerente de Planejamento Financeiro/ Controladoria – P/M – 13.650/ 17.000/ 21.000/ 30.000; G – 18.850/ 23.500/ 29.000/ 41.500.

  • Gerente de Auditoria/Compliance – G – 18.450/ 23.000/ 28.400/ 40.600.

  • Gerente de Finanças Corporativas – P/M – 13.250/ 16.500/ 20.400/ 29.150; G – 18.450/ 23.000/ 28.400/ 40.600.

 

Demanda por talentos em Serviços Financeiros

 

Finanças (36%), Contabilidade (21%), Risco (19%) e Conformidade (17%) são as áreas mais procuradas pelos CFOs de Serviços Financeiros, pois esse setor vê uma concorrência cada vez maior pelos principais candidatos – particularmente aqueles com experiência em fintechs, gestão de ativos e mercado de dívida.

 

Entre as posições em alta da área estão: Gerente/ Analista de Auditoria e Compliance, Gerente Comercial (corporate e private), Gerente/ Analista de Crédito e Riscos, e Analista de Investimentos.

 

Abaixo as perspectivas de remuneração em 2020:

  • Analista de Auditoria e Compliance –  9.900/ 12.200/ 14.400/ 17.700.

  • Gerente de Auditoria e Compliance – 18.150/ 22.400/ 26.450/ 32.500.

  • Gerente Comercial Corporate – 22.250/ 27.500/ 32.450/ 39.850.

  • Gerente Comercial Private – 16.350/ 20.200/ 23.850/ 29.300.

  • Gerente de Crédito e Risco – 20.150/ 24.900/ 29.400/ 36.100.

  • Analista de Crédito e Risco – 10.100/ 12.500/ 14.550/ 18.100.

  • Analista de Investimentos M&A – 10.600/ 13.100/ 15.450/ 19.000.

 

Demanda por talentos na área Administrativa

 

Atendimento ao cliente (17%), Suporte financeiro (14%), Assistentes executivos/pessoais (13%) e Suporte gerencial (13%) também estão sendo muito procurados por General Managers que buscam preencher as funções de suporte ao core business e de atendimento ao cliente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *