Por Adriana Gomes em 12 de março de 2006

Só pelo Prazer: Conseqüências de uma sociedade Hedonista e Narcisista

Adriana Gomes “Há que se considerar, também, que os acontecimentos dramáticos que se observa universalmente, quer se trate da deteriorização da condição física, psíquica e cultural de grande parte da humanidade, da violência, dos conflitos que minam todos os patamares da sociedade, das ameaças que planam sobre o equilíbrio ecológico e do globo e do […]

Leia Mais

Por Adriana Gomes em 12 de fevereiro de 2006

Oratória, um exercício de persuasão

oaquim Maria Botelho Jornalista, escritor e professor   Uma apresentação é, antes de tudo, uma composição estética. A pessoa que fala deve soar agradável, sua presença deve proporcionar agradável sensação visual, e seu discurso deve causar boa impressão às pessoas da platéia. Nessa relação estética, deve haver uma aproximação evidente entre o objeto do discurso e […]

Leia Mais

Por Adriana Gomes em 12 de dezembro de 2005

Perfeccionismo pode dificultar seu sucesso

Ao contrário do senso comum, a característica não está ligada à excelência, mas ao esforço obsessivo para evitar a falha. Por Maria de Lima Muitas pessoas que se definem perfeccionistas falam sobre seu modo de ser como se fosse um dom especial, porque associam a característica ao alto desempenho e à busca da excelência. No […]

Leia Mais

Por Adriana Gomes em 12 de novembro de 2005

COMPORTAR-SE EM UMA ENTREVISTA É UMA ARTE

Adriana Gomes …A entrevista de trabalho é a parte mais importante de todo um processo de seleção. Ë a partir da primeira entrevista que o candidato à vaga terá, ou não, a chance de continuar sendo avaliado ou de escolher se lhe interessa ou não continuar participando do processo. …O que geralmente acontece é que […]

Leia Mais

Por Adriana Gomes em 12 de outubro de 2005

NÓS SOMOS AS NOSSAS ESCOLHAS!

.Regina Martins …A vida de todo ser humano compõe-se de pequenas e contínuas escolhas. Pousar o olhar sobre um local, por exemplo, já constitui um ato de escolha porque ao escolher aquele ponto não optei por outro, deixei de lado outras alternativas, forçosamente. …De modo geral não se atenta para o poder da escolha. Ao […]

Leia Mais

Por Adriana Gomes em 12 de setembro de 2005

SEM O AUTOCONHECIMENTO A COMUNICAÇÃO É UM CORPO SEM ALMA

CONSULTORA DO MVC INSTITUTO MVC ESTRATÉGIA E HUMANISMO www.institutomvc.com.br Você está participando de um congresso. Imagine então as seguintes cenas: Cena um O primeiro orador fala bem, utiliza figuras de linguagem bastante criativas, as frases são bem elaboradas, os argumentos consistentes, a pronúncia das palavras é limpa, clara e a linguagem corporal é expressiva. Vemos […]

Leia Mais

Por Adriana Gomes em 12 de agosto de 2005

COMO DESTRUIR SUAS APRESENTAÇÕES

Eunice Mendes …Você se lembra dos tempos de escola em que a classe inteira se reunia para o jogo de contar quantas vezes aquele professor chato pronunciava as palavras: tá?, né?, OK?, entendeu?, ou daquela instrutora que apertava nervosamente as mãos, estalando ruidosamente os dedos e andava de um lado para o outro, deixando os […]

Leia Mais

Por Adriana Gomes em 12 de julho de 2005

ASSÉDIO MORAL – UM ENSAIO SOBRE A EXPROPRIAÇÃO DA DIGNIDADE NO TRABALHO

José Roberto Montes Heloani …Alguns autores costumam colocar a questão do assédio moral como essencialmente individual, como uma “perversão do ego” no âmbito estritamente psicopatológico, em que se dá um silencioso assassinato psíquico. Entre os mais conhecidos, podemos citar aquela que popularizou o conceito, Marie France Hirigo yen, em sua primeira obra Assédio moral: a […]

Leia Mais

Por Adriana Gomes em 12 de junho de 2005

VIOLÊNCIA INVISÍVEL

Roberto Heloani – FGV-EAESP e Unicamp …Presente muitas vezes de forma imperceptível no ambiente de trabalho, o assédio moral é um tipo de violência que expõe as pessoas e situações ofensivas e humilhantes. De modo lento, porém progressivo, o assédio moral vai se traduzindo em sofrimento, dor e baixa produtividade. Os algozes corporativos costumam ser […]

Leia Mais

Por Adriana Gomes em 12 de maio de 2005

NOVOS TEMPOS

Ricardo Vieira Além das coisas corriqueiras, dos problemas do dia a dia, existem forças e acontecimentos que pela própria amplitude de tempo são difíceis de se perceber. Me refiro, não aos momentos históricos, como uma mudança sócio-econômica mundial, que embora difícil, são observados e percebidos com mais freqüência. Mas me refiro sim, a uma mudança […]

Leia Mais